segunda-feira, 7 de abril de 2008

PORTO


Decidi dedicar esta postagem à bela cidade do porto...
Dizem por ai que há coisas que não se vêm apenas se sentem... mas quando se passa qualquer ponte de gaia e se começa a entrar no porto, vemos uma cidade linda, rica em historia e rica em pessoas. Tive a sorte de encontrar pessoas fantasticas, lindas por dentro e por fora, pessoas cujo o sentimento que nutro por elas é o mais puro dos puros... Tive o prazer de passear pelas ruas desse porto nostalgico e cheio de alma sentir a historia que o invade, senti-me em casa... livre e completa. Partilhei momentos fantasticos e indiscritiveis... vi o porto no seu melhor...
Adorei cada momento...
Mas o porto sem 213 nao é o mm... pois so assim me completo..
Infelizmente voltei tive de deixar esse porto, o nosso porto.... não só deixei essa bela cidade, mas deixei tambem a minha alma, a minha essencia.... pois neste momento é a unica coisa que posso deixar...
Atravessar aquela ponte é a coisa mais dificil que ja tive de fazer....
Senti-me a desfazer por dentro, fiz das tripas coração, engoli em seco, para não deitar uma lágrima e esbocejar um sorriso.... mas há noite na minha cama ao deitar, não consegui fazer das tripas coração, nao consegui engolir em seco.....
AS SAUDADES JÁ SÃO MUITAS PARA CONSEGUIR CONTER DENTRO DO MEU PEITO, MAS DE VEZ EM QUANDO CONSIGO EXPULSA-LAS DE DENTRO DE MIM NA FORMA DE UMA LÁGRIMA (213*)

4 comentários:

Colei-me Ao Tecto disse...

Gaja.. atua essencia, a tua alma está onde tu estiveres...

matiasaraujo disse...

Embora demasiado nostalgica, gostei.

matiasaraujo disse...

Embora demasiado nostalgica, gostei.

Patricia disse...

Gostei imenso deste, não por ser a minha cidade, mas porque percebo o que se sente pelas velhas ruas do porto..carregadas de história sim, e carregam tb tantas histórias de tantas pessoas..beijo grande